BEM VINDO AO MANIA COLORIDA

4 de junho de 2011

POETA DAS CORES

Assim como os grandes escritores, os poetas, os que declamam poemas de outros, os que leem, os que ouvem... a linguagem é sempre a Arte. 
Uma vez escrevi que a arte é uma linguagem expressiva e de grande representatividade no campo da comunicação. Tudo é imagem, tudo é comunicação. Sentimos, absorvemos, apreendemos mensagens o tempo todo, no campo visual através do olhar. As imagens se fazem presentes na nossa vida, no nosso cotidiano de forma quase que invasiva. Não tem mais como fugir deste maravilhoso mundo do visual. Outdoors, revistas, jornais, ilustrações, fotografias, pinturas, esculturas, gravuras, desenhos, filmes, cinema, comerciais, o que não dizer então do mundo real... um "cem" número de imagens ao vivo, todos os dias.
Lendo uma publicação que me foi cedida por um tempo, para inteirar-me da vida e obra de um grande artista, destas terras de Goiás, que embora não tenha nascido no Brasil, fez desta pátria a sua pátria e tomou este povo, como seu povo, fazendo parte dele, encontrei - dentre tantos - um poema que descreve exatamente o que um pintor quer, no ato de sua criação.
ANTÔNIO POTEIRO é o poeta das cores...
Magníficos escritos e obras tão coloridas quanto a sua alma, quanto a minha alma, quanto a alma de qualquer pessoa sensível à arte.




Então li o seguinte:



O PINTOR
Quando o pintor pega o pincel
É uma poesia
Quando o pintor faz uma paisagem
Fala de poesia
Fala do passado
Fala do presente
Quando o pintor faz uma figura humana
Fala da poesia
Quando o pintor faz uma figura humana de mulher
Fala da sua amada
Fala da sua mãe
Fala da sua filha
Fala de tudo o que é mais belo, a mulher
O pintor quando faz uma ciranda
Tá fazendo e cantando a poesia
Ciranda trá-lá-lá
Quando faz uma rosa branca
Traz paz
Quando faz uma rosa vermelha
Traz amor
Quando faz uma rosa roxa
Traz agonia, desespero e angústia
O pintor é o poeta das cores
O pintor não sabe escrever
Mas escreve com os pincéis
As maravilhas das letras
Então, o pintor é poeta.

Antônio Poteiro
"Descobrindo o Brasil de Poteiro"
Publicação que reúne escritos do poeta das cores, com algumas de suas obras em uma belíssima coletânea de encher os olhos.
Com apoo do Ministério da Cultura, Governo do Distrito Federal, Secretaria de Cultura do Distrito Federal e Wagner Barja - Diretor do Museu Nacional.


Uma vida fascinante, com propósitos sublimes de "espalhar" alegria entre o povo e para o povo. Uma arte de linguagem expressiva em suas cores, ingênuua em seus temas, infantil em seus traços... revelando um homem de sensibilidade ímpar e poesia no coração. Não guardou para si o que sentia, mas dividiu, repartiu entre todos nós a beleza das suas cores, das suas histórias.

Obrigada Ju e Tonhão, por me proporcionar mergulhar neste mundo fantástico, chamado ANTÔNIO POTEIRO.

beijokas,
Dagui

3 comentários:

Ju Brasileiro disse...

Obrigada Dag por abraçar tudo isso com tanto carinho. Ficamos felizes em termos pessoas como vc, tao apaixonadas pela arte, envolvidas na luta pelo Instituto. Bjos. Tonhao e Ju.

Dagmar disse...

O agradecimento é todo meu. Eu é que me sinto honrada e imensamente feliz por contribuir dentro daquilo que posso e sei. O Instituto já é algo grandioso só pela sua razão de existir. Nossa cultura é engrandecida. O Brasil tem sede da brasilidade, este país merece que se acreditem nele, ainda mais quando pelos braços da arte, tão rica, tão nossa, tão brasileira, tão Poteiro.

Beijos
Dagui

boaventura disse...

Dagmar
Os trabalhos de Poteiro estão ótimos no seu blog, o frio é pouco 16°, para a Bahia é muito, vou aquecer na fogueira de São João.
Abração