BEM VINDO AO MANIA COLORIDA

8 de junho de 2013

VIVER É MAIS QUE SE FAZER PRESENTE... É PERMANECER NA MEMÓRIA DAS PESSOAS!

Um homem nasce e constrói sua história, num "piscar de vida"! Pena que não lhe permitem escrever mais um pouco de sua poesia, para que as mais novas gerações despertem para a sutileza de suas rimas. "Não lhe permitem" um minuto a mais, mas lhe é dado o tempo suficiente para deixar o seu legado. 
Hoje, dia 08 de junho de 2013 fecha-se um ciclo de três anos sem o "Mestre Poteiro". Mas nestes três anos sem a presença do artista Naif do Brasil, são também três anos de uma ideia fabulosa: a de desenhar e colorir todas as histórias do mundo compactando-as em "pequenas-grandes" telas... deixando registrado para sempre o pensamento e o sentimento de um homem, que buscou na Arte que aprendeu, a solução para os conflitos da humanidade. Seu desejo de espalhar sorrisos e olhares brilhantes se concretizou. Sua vontade de repartir suas experiências de vida deixou um pedacinho seu, em cada espectador de sua obra. Hoje, cada goiano, cada brasileiro tem um pouco de POTEIRO. Hoje, todos somos um pouco POTEIROS, a moldar nossas vidas buscando a beleza das cores e das formas, a combinação perfeita, a felicidade, a harmonia de tudo, o "belo"! 
Poteiro não está mais aqui entre nós, mas seu legado está vivo e alimenta novos pensamentos, novas criações, novos artistas e novos talentos. 
Conseguiu semear sua simpatia, sua graça, sua força, sua genialidade fazendo brotar novos talentos e incontáveis admiradores. 
Não escreveu com simetria, em retas, por meio de esquadros alinhados. Ao contrário, nos trouxe curvas, formas improváveis, cores exorbitantes e ousadia na escrita poética da sua obra. Trouxe o inusitado, aquilo que os críticos não conseguem desvendar, nominar, classificar. Trouxe o enigma e a anarquia das imagens. Um contexto seu, particular, peculiar e que ao mesmo tempo traduziu fielmente a história de seu povo. 
É... Antônio Poteiro, goiano, brasileiro, nosso e do mundo inteiro... mais um talento na ilustre História da Arte brasileira, um querido personagem real de nossas vidas!
Deixou saudades, mas não deixou órfãos de sua Arte. Cumpriu seu papel de articulador das memórias rurais e urbanas escrevendo toda esta história com maestria, nas suas telas, nas suas esculturas, na sua vida!

Direitos da imagem - Instituto Antônio Poteiro

VIVA POTEIRO!

(1925-2010)

Homenagem ao grande Mestre da nossa Arte Popular Brasileira.


Um excelente final de semana!
Dagmar